DOE AGORA

Especiais na TV relembram a história de Vladimir Herzog

Especiais na TV relembram a história de Vladimir Herzog

Data de 40 anos do assassinato do jornalista rendeu reportagens especiais em diversas emissoras de televisão do país

No último dia 25 de outubro completaram-se 40 anos do assassinato de Vladimir Herzog, vitimado pela ditadura, em episódio que marca o início da derrocada do regime totalitário e da construção da democracia brasileira. Para relembrar a data e celebrar a memória de Vlado, diversas emissoras de TV e outros órgãos de imprensa do país produziram matérias especiais.

A TV Cultura, por exemplo, levou ao ar, no dia 25 de outubro, uma edição do programa “Matéria de Capa” dedicada a relembrar a história de Vlado e a analisar os desafios de liberdade de expressão encontrados pelos que exercem a profissão de jornalista atualmente.

Apresentado por Aldo Quiroga, o programa ouviu Nemércio Nogueira, diretor executivo do Instituto Vladimir Herzog, amigo e ex-companheiro de redação de Vladimir Herzog, além dos jornalistas Lúcio Flávio Pinto, Leonencio Nossa e Angelina Nunes. A reportagem também foi ao Centro Acadêmico Vladimir Herzog, da Faculdade de Jornalismo Cásper Líbero, para ouvir o que os jovens esperam da profissão.

Assista abaixo ao programa “Matéria de Capa” na íntegra.

Já na GloboNews, o programa de Miriam Leitão recebeu Clarice Herzog, presidente do Instituto Vladimir Herzog, e Ivo Herzog, diretor executivo do IVH, para contarem um pouco das lembranças que os dois têm da época do assassinato de Vlado. O programa também foi ao ato interreligioso que aconteceu na Catedral na Sé, no dia 25 de outubro, e ouviu diversos personagens importantes no período, como Audálio Dantas, então presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo.

Clique a assista ao “GloboNews Miriam Leitão”.

O tradicional “Observatório da Imprensa”, levado ao ar pela TV Brasil, recebeu em seus estúdios Ivo Herzog e Audálio Dantas, que falaram sobre a história de Vlado e sobre o ato na Catedral da Sé. Alberto Dines, apresentador do programa, também conversou com Diléa Frate – jornalista que estava presa nas celas do DOI-CODI no mesmo período em que Vladimir Herzog foi assassinado e torturado pelas forças da repressão.

Assista ao “Observatório da Imprensa” na íntegra.