DOE AGORA

Encerram-se dia 11 de Abril as inscrições para o 6º Prêmio Jovem Jornalista (2014)

Encerram-se dia 11 de Abril as inscrições para o 6º Prêmio Jovem Jornalista (2014)

Estudantes de jornalismo de todo o país têm até 11 de abril para se inscrever no 6º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão. Esta premiação é uma iniciativa do instituto Vladimir Herzog que procura estimular o processo jornalístico entre os futuros profissionais da área. Os autores das três melhores pautas poderão contar com o apoio de nomes de peso do jornalismo brasileiro como mentores para a produção de suas matérias.

Sob o tema “As Heranças do Golpe de 1964”, os estudantes deverão elaborar uma pauta que correlacione o golpe militar com questões atuais, produzindo uma matéria para alguma mídia específica (jornal, revista, rádio, televisão ou internet).

As inscrições são realizadas pelo site www.jovemjornalista.org.br e a participação pode ser individual ou em equipes de até três estudantes. Todos os projetos deverão contar, obrigatoriamente, com um professor-orientador vinculado à instituição de ensino dos participantes. Além disso, os estudantes precisam especificar o tipo de veículo para o qual a matéria será produzida.

O Prêmio Jovem Jornalista é apoiado por profissionais que fizeram parte da História do jornalismo brasileiro. Fernando Pacheco Jordão, que dá o nome ao Prêmio, atuou na redação de importantes meios da imprensa nacional, incluindo emissoras de rádio, jornais de circulação nacional e TVs. Na TV Globo, Jordão editou o Jornal Nacional em São Paulo e tornou-se diretor do Globo Repórter. Atualmente é conselheiro do Instituto Vladimir Herzog.

Nas edições anteriores, os jornalistas Leonêncio Nossa (O Estado de S. Paulo), Ricardo Carvalho (ex-Folha de S.Paulo), Paulo Markun (ex-TV Cultura), Aquiles Lopes (ex-Folha de S.Paulo e Diário de Pernambuco), Dácio Nitrini (TV Gazeta), Audálio Dantas (Negócios da Comunicação), Soninha Francine (ex-TV Cultura e ESPN), Milton Bellintani (Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo), Letícia Duarte (Zero Hora – Porto Alegre) e Mauri König (Gazeta do Povo – Curitiba) atuaram como mentores das equipes premiadas.

Para a arte do cartaz de divulgação do Prêmio, que ajuda a mobilizar neste ano os futuros jovens jornalistas, foi convidado o artista gráfico Zélio Alves Pinto. Jornalista, pintor, escritor, caricaturista e ilustrador, Zélio foi um dos fundadores do Salão Internacional de Humor de Piracicaba (1974) e dirigiu o Departamento de Museus e Arquivos do Estado de São Paulo, onde coordenou a construção da sede do Arquivo do Estado.

 

 

 

Esta sexta edição do Prêmio Jovem Jornalista conta com o patrocínio da Fundação Ford e apoio institucional da Rede Globo, Abraji – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo e Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação.

Seleção

O processo seletivo será realizado em duas etapas. Na primeira fase, será observada a compatibilidade dos trabalhos aos temas estabelecidos no regulamento, com avaliação qualitativa das propostas. Na segunda, a Comissão Julgadora escolherá três projetos de pauta a partir dos critérios relevância, criatividade e execução. As três melhores pautas serão anunciadas em maio deste ano.

Desenvolvimento da pauta

Os estudantes ou equipes selecionados deverão produzir a matéria proposta na pauta entre os meses de maio e agosto de 2014, sob a orientação de um professor-orientador, assim como a de um jornalista mentor indicado pelo Instituto Vladimir Herzog. As matérias finalizadas deverão ser entregues até 30 de agosto.

Prêmio especial

Os organizadores oferecem um prêmio especial à melhor matéria produzida pelos alunos. O vencedor será oficialmente divulgado no dia 29 de outubro, às 20h, no TUCA – Teatro da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, durante a cerimônia do 36º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos e 6º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão. O estudante ou equipe que realizar a melhor matéria, juntamente com o seu professor orientador, irá receber uma viagem de estudos a Israel para visitar importantes universidades e centros de pesquisa do país, além do Museu do Holocausto, em Jerusalém. [programa a confirmar].