DOE AGORA

Coro Luther King e Instituto Vladimir Herzog prestam homenagem a jornalistas mortos no exercício da profissão

Coro Luther King e Instituto Vladimir Herzog prestam homenagem a jornalistas mortos no exercício da profissão

O concerto será no domingo, dia 24 de outubro, na capela do Colégio Sion

Como parte das comemorações de entrega do 32o. Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, o Coro Luther King, sob direção do Maestro Martinho Lutero Galati, traz ao público uma das mais belas obras da literatura coral mundial: o “REQUIEM” de Gabriel Fauré. E, em parceria com o Instituto Vladimir Herzog, presta uma homenagem aos jornalistas mortos no exercício da profissão. Heródoto Barbeiro faz a leitura de textos selecionados dando voz e vida às idéias e reflexões desses profissionais abruptamente calados, enquanto coros, orquestra e solistas conduzem a platéia através do discurso musical desse “capolavoro” de beleza inigualável.

Gabriel Fauré, inspirado pelo verdadeiro sentimento humano de fé no descanso eterno, imprimiu em sua obra “REQUIEM” um clima de paz, contrariando o padrão tradicional de composições no gênero nas quais a morte é encarada com temor. Seu “REQUIEM”, com o texto Pie Jesu e In Paradisum, sugere que a morte significa um encontro idílico com a eternidade.

Esta versão apresentada pelo Coro Luther King, sob direção do Maestro Martinho Lutero Galati, foi escrita pelo próprio Gabriel Fauré para orquestra de câmara e apresentada em 1893, na igreja de La Madeleine em Paris sob sua regência.

Participação especial: Cristina Vera-Díaz (Paraguai) – soprano, Jonas Mendes – baixo e Coral Aquarela

Serviço: Requiem de Fauré – Homenagem aos jornalistas mortos no exercício da profissão. Dia 24 de outubro, domingo, às 18h. Local: capela do Colégio Sion (Av. Higienópolis, 983). Ingressos: R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 meia entrada.