DOE AGORA

Confira os vencedores da 35º edição do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

Confira os vencedores da 35º edição do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

A solenidade de premiação acontecerá no dia 22 de outubro, no Memorial da América Latina, em São Paulo

Em sessão pública no dia, 01 de outubro na Câmara Municipal de São Paulo, a Comissão Organizadora escolheu os vencedores das nove categorias do 35º Prêmio Vladimir Herzog: Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Documentário de TV, Reportagem de TV, Rádio, Jornal, Revista, Internet e Categoria Especial que, neste ano, teve como tema “Violências e agressões físicas e morais contra jornalistas e contra o direito à informação”. Foram avaliadas 443 contribuições de jornalistas de todo o Brasil.

Abaixo a relação dos trabalhos vencedores e menções honrosas:

Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos)
Vencedor: Comissão da Verdade – Angeli (Jornal Folha de S. Paulo)
Equipe: Fabio Marra – Editor de arte, Angeli – Chargista

Menção Honrosa: A vulnerabilidade e a força das mulheres negras – Kleber Soares de Sales (Jornal Correio Braziliense)

Fotografia
Vencedor: Depósito Humano – Jefferson Botega (Jornal Zero Hora)
Menção Honrosa: Nota 0 – Allan Douglas Costa Pinto (Jornal Tribuna do Paraná)

Reportagem de TV
Vencedor: Adoção irregular – José Raimundo e equipe (TV Globo)
Equipe: José Raimundo Carneiro de Oliveira – Repórter, German Maldonato – Repórter-cinematográfico, Priscila Ladeia – Produtora, Rildo Araújo – Técnico de aúdio, Robel Sousa – Técnico de aúdio.

Menção Honrosa: SOS Criança – Marcelo Canellas e equipe (TV Globo)
Equipe: Marcelo Pasqualoto Canellas – Repórter e roteirista, Vera Souto – Editora e roteirista, Lucio Alvez – Repórter-cinematográfico, Wellington Walsechi – Diretor de fotografia, Lorena Barbier – Produtora e repórter, Fabio Ibiapina- Editor e finalizador, Joelson Maia – Editor e finalizador, Felippe Quaglio – Produtor, Alexandre Beltran – Ilustrador, Felipe Queiroz – Ilustrador, Vivian Raffaeli – Assistente de edição, Renata Scholl – Assistente de edição.

Documentário de TV
Vencedor: Carne osso: o trabalho em frigoríficos – Carlos Juliano Barros / equipe Repórter Brasil (GloboNews)
Equipe: Carlos Juliano Barros – Diretor, Caio Cavechini – Diretor e roteirista, Lucas Barreto – Diretor de fotografia, Maurício Hashizume – Produtor executivo, André Campos – Pesquisador.

Menção Honrosa: Carandiru, a marca da intolerância – Bianca Vasconcellos e equipe (TV Brasil / EBC)
Equipe: Bianca Vasconcellos – Diretora, Gustavo Minari – Repórter, Aline Beckstein – Repórter, Alessandra Valenti – Produtora executiva, Betânia Dutra – Produtora, Fernanda Balsalobre – Repórter, Luana Ibelli – Produtora, Neila Carvalho – Produtora, Mayara Lopes – Produtora, Renato Rocha – Produtor, Vivian Carneiro – Produtora, Décio Ciappini Jr. – Repórter-cinematográfico.

Rádio
Vencedor: Voz Guarani-Kaiowá – Marilu Cabanãs e equipe (Rádio Brasil Atual)
Equipe: Marilu Calo Cabañas – Repórter, Pedro Manoel – Técnico, Emerson Ramos – Técnico.

Menção Honrosa: Dores do parto – Anelize Moreira e equipe (Rádio Brasil Atual)
Equipe: Anelize Gabriela Moreira – Repórter, Marilu Cabañas – Repórter-especial, Terlânia Bruno – Coordenadora.

Jornal
Vencedor: Os Suruí e a Guerrilha do Araguaia – Ismael Soares Machado e equipe (Jornal Diário do Pará)

Menção Honrosa: Os arquivos ocultos da ditadura – Rubens Valente Soares e equipe (Jornal Folha de S. Paulo /DF)
Equipe: Rubens Valente Soares – Repórter Sucursal de Brasília, Matheus Leitão – Repórter Sucursal de Brasília.

Revista
Vencedor: O primeiro voo do condor – Wagner William (Revista Brasileiros)

Menção Honrosa:
– Caderno Especial: Subsídios para uma Comissão da Verdade da USP – Pedro Pomar e equipe (Revista Adusp – Associação dos Docentes da USP)
– Em busca da verdade – Fausto Salvadori Filho (Apartes – Revista da Câmara Municipal de São Paulo )
Equipe: Pedro Estevam da Rocha Pomar – Editor, Mariana Queen Nwabasili – Assistente de redação, Camila Rodrigues da Silva – Repórter, Luiza Sansão – Repórter, Beatriz Vicentini – Repórter, Rogério Ferro – Repórter, Daniel Garcia Ruiz – Repórter-fotográfico, Luana Laux – Repórter-fotográfico, Luís Ricardo Câmara – Editor de arte, Rogério Yamamoto – Assistente de Produção.

Internet
Vencedor: Pelo menos um – Julliana de Melo Correia de Sá e Ciara Núbia de Carvalho Alves (Portal NE10)
Equipe: Julliana de Mello Correia de Sá – Repórter, Ciara Núbia de Carvalho Alves – Repórter.

Menção Honrosa: Infâncias devolvidas – Edcris Ribeiro da Silva Wanderley (Site Diário de Pernambuco)

Categoria Especial – “Violências e agressões físicas e morais contra jornalistas e contra o direito à informação”
Vencedor:
– Jornalistas assassinados no Vale do Aço – Mateus Parreiras de Freitas e equipe (Jornal Estado de Minas)
Equipe: Mateus Parreiras de Freitas – Repórter, Landercy Hemerson – Repórter, Guilherme Paranaíba – Repórter, Junia Oliveira – Repórter.

Vencedor:
– Existe terror em SP: o dia em que PMs atiraram ante aplausos e pedidos de não violência – Janaina de Oliveira Garcia (Portal UOL)

Prêmio Especial Vladimir Herzog 2013

Desde 2009 a Comissão Organizadora indica jornalistas para serem agraciados com o Prêmio Especial pelos relevantes serviços prestados às causas da Democracia, Paz e Justiça. A iniciativa das instituições promotoras retoma proposta original do Prêmio, que previa tal homenagem a personalidades ou jornalistas que jamais inscreveriam seus trabalhos em qualquer tipo de concurso.

Já foram homenageados Lourenço Diaféria (in memoriam), David de Moraes, Audálio Dantas, Elifas Andreato, Alberto Dines e Lúcio Flavio Pinto. Neste ano receberão as homenagens outros três grandes nomes da imprensa brasileira: Perseu Abramo (criador do Prêmio, in memoriam), Marco Antônio Tavares Coelho e Raimundo Rodrigues Pereira.

O 35º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos é promovido e organizado por onze instituições: Associação Brasileira de Imprensa – Representação em São Paulo – ABI/SP; Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo – ABRAJI; Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil – UNIC Rio; Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo; Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP; Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ; Fórum dos Ex-Presos e Perseguidos Políticos do Estado de São Paulo; Instituto Vladimir Herzog; Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Nacional, Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo e Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo.

Programação dos 35 anos do Prêmio Vladimir Herzog

Seminário Internacional
No dia 21 de outubro, segunda-feira, no Itaú Cultural, haverá o Seminário Internacional sobre Violência contra Jornalistas, com presenças já confirmadas de Jim Boumelha, presidente da Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ); Celso Schröder, presidente da Federação dos Jornalistas da América Latina e Caribe (FEPALC) e da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ); da jornalista mexicana Anabel Hernández (“Os Senhores do Narco”); e do presidente executivo do Newseum e Freedom Forum de Washington D.C., James C. Duff.

Roda de Conversa
Na manhã da terça, dia 22, os jornalistas premiados e suas equipes reúnem-se na Sala dos Espelhos do Memorial da América Latina para conversar sobre como desenvolveram as suas reportagens e contar as experiências que viveram nesse exercício prático de jornalismo. A condução da Roda de Conversa será dos jornalistas Angelina Nunes, Aldo Quiroga e Sergio Gomes.

Premiação
A cerimônia de premiação será na noite de 22 de outubro, no Auditório Simón Bolívar do Memorial da América Latina.

SERVIÇO
SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE VIOLÊNCIA CONTRA JORNALISTAS
21 de outubro, segunda-feira, das 9h às 19h
Instituto Itaú Cultural – Av. Paulista, 149
Estação Brigadeiro do Metrô
Inscrições: www.premiovladimirherzog.org.br [ vagas limitadas a 210 lugares]

35º PRÊMIO VLADIMIR HERZOG DE ANISTIA E DIREITOS HUMANOS
5º PRÊMIO JOVEM JORNALISTA FERNANDO PACHECO JORDÃO
Cerimônia de premiação: 22 de outubro, terça-feira, 20h
Auditório Simón Bolívar – Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, São Paulo.
Estação Barra Funda do Metrô

SAIBA MAIS
Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos
Foi instituído em 1978 pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Comitê Brasileiro de Anistia, Comissão Executiva Nacional dos Movimentos de Anistia, Federação Nacional dos Jornalistas, Associação Brasileira de Imprensa/Seção São Paulo, Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil/Seção de São Paulo, Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo e Família Herzog. Desde a sua primeira edição (1979), reverencia a memória do jornalista Vladimir Herzog, preso pela ditadura militar, torturado e morto nas dependências do DOICodi, em São Paulo, no dia 25 de outubro de 1975, reconhecendo o trabalho de jornalistas que colaboram na defesa e promoção da Democracia, da Cidadania e dos Direitos Humanos e Sociais.
www.premiovladimirherzog.org.br

Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão
Criado em 2009 com o objetivo de oferecer aos estudantes de jornalismo a oportunidade de desenvolver um trabalho jornalístico prático e reflexivo desde o projeto até a realização final de uma reportagem. Tanto o processo quanto o produto são orientados por um professor da instituição de ensino do estudante e por um jornalista mentor designado pelo Instituto Vladimir Herzog, criador e organizador do Prêmio. Trata-se de uma homenagem ao jornalista Fernando Pacheco Jordão, que sempre se preocupou com o desenvolvimento dos jovens profissionais de imprensa, e a Vladimir Herzog, cuja vida foi dedicada a promover um jornalismo de qualidade, verdadeiro e, acima de tudo, responsável.
www.jovemjornalista.org.br

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA
CDI Comunicação Corporativa
Maurício Pizani 3817-7957 / mauricio@cdicom.com.br
Mariangela Morenghi 3817-7946 / mariangela@cdicom.com.br