DOE AGORA

Comandante do Exército ameaça a democracia

Comandante do Exército ameaça a democracia

O Instituto Vladimir Herzog vem a público manifestar sua perplexidade com as declarações feitas pelo comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Boas.

Ao chantagear o Supremo Tribunal Federal às vésperas de um julgamento tão importante para toda a nossa sociedade, o general Villas Boas afronta o princípio constitucional da independência dos poderes e coloca sob ameaça o Estado Democrático de Direito em nosso país.

Não cabe ao comandante das Forças Armadas opinar sobre as decisões do poder judiciário. O próprio Regulamento Disciplinar do Exército classifica como transgressão disciplinar qualquer manifestação pública de natureza política feita por um militar da ativa.

Como entidade que trabalha para resgatar a história e o legado de um cidadão preso, torturado e assassinado pela ditadura militar, e que luta incansavelmente pelo direito à memória, à verdade e pelo fortalecimento da democracia, o Instituto Vladimir Herzog repudia veementemente as ameaças do general Villas Boas.

Temos a convicção de que nossa democracia será preservada somente por meio da consolidação de nossas instituições civis e dos princípios previstos em nossa Constituição; e não sob a intervenção de figuras que instauraram o terror e a violência em nosso país e jamais reconheceram ou foram punidos pelas torturas, mortes, ocultação de cadáveres e outros crimes que cometeram.