DOE AGORA

Com o maior número de inscritos na década, Prêmio Vladimir Herzog entrega os troféus de sua 37ª edição

Com o maior número de inscritos na década, Prêmio Vladimir Herzog entrega os troféus de sua 37ª edição

Vencedores foram anunciados no último dia 30, em sessão pública transmitida pela internet

Considerado um dos mais tradicionais e respeitados prêmios de jornalismo do país, o Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos irá celebrar, no próximo dia 20 de outubro, sua 37ª edição. Neste ano, a cerimônia será especial, pois marca os 40 anos da morte do jornalista Vladimir Herzog, torturado e assassinado nas dependências do DOI-CODI.

Ao todo, foram 612 trabalhos inscritos em oito categorias: Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Documentário de TV, Reportagem de TV, Rádio, Jornal, Revista e Internet.  A primeira etapa de julgamento começou no dia 15 de agosto, com a participação de 24 jurados, representantes de quase todos os estados do país. Já na segunda fase, onze dirigentes das entidades organizadoras avaliaram os trabalhos que obtiveram as três maiores notas em cada categoria. Essa última avaliação aconteceu no dia 30 de setembro, em uma sessão pública na Câmara Municipal de São Paulo, transmitida ao vivo pela internet. Os vencedores nela escolhidos foram:

CATEGORIA ARTES

Vencedor:
“Maioridade penal”
Gregório de Holanda Vieira
Diário de Pernambuco (PE)

Menção honrosa:
“Redução da maioridade penal”
Jarbas Domingos de Lira Jr.
Diário de Pernambuco (PE)

CATEGORIA FOTOGRAFIA 

Vencedor:
“Haitiano toma banho em mictório”
Ronny José dos Santos
Jornal Agora (SP)

Menção honrosa:
“Batalha olímpica”
Pedro Kirilos Mattar de Oliveira
Jornal O Globo (RJ)

CATEGORIA JORNAL

Vencedor:
“Floresta Amazônia”
Leonêncio Nossa Jr.
O Estado de S. Paulo (SP)

Menção honrosa:
“Racismo, um crime silenciado”
Marcella Fernandes de Camargo
Correio Braziliense (DF)

CATEGORIA INTERNET*

Vencedores:
“As quatro estações de Iracema e Dirceu
Ângela Bastos
Diário Catarinense (SC)

“Rota 66, a confissão”
Marcelo Godoy
O Estado de São Paulo (SP)

*O júri optou, nessa categoria, por escolher dois vencedores, sem menção honrosa.

CATEGORIA RÁDIO

Vencedor:
“Mães da fé”
Caetano Cury
Rádio Bandeirantes (SP)

Menção honrosa:
“A doce ação”
Róbson Machado de Souza
Rádio Tupi (RJ)

CATEGORIA REVISTA

Vencedor:
“Os filhos do Bolsa Família”
Cristiane Barbieri
Época Negócios (SP)

Menção honrosa:
“Precisamos falar sobre Romeo…”
Rodrigo Ratier
Nova Escola (SP)

CATEGORIA DOCUMENTÁRIO DE TV

Vencedor:
“Em busca da verdade”
Lorena Maria
TV Senado (DF)

Menção honrosa:
“A revolta da chibata”
Vera Regina
TVE (RS)

CATEGORIA REPORTAGEM DE TV

Vencedor:
“Estrada da fome”
Daniel Paulino Mota
Record (SP)

Menção honrosa:
“A questão racial – da ditadura à democracia”
Débora Brito
TV Brasil (DF)

Prêmio Especial Vladimir Herzog 2015
Desde 2009, a Comissão Organizadora do Prêmio Vladimir Herzog indica jornalistas para serem homenageados pelos relevantes serviços prestados às causas da democracia, paz, justiça e contra a guerra. A iniciativa das instituições promotoras retoma proposta original do Prêmio, que previa tal reverência a personalidades ou jornalistas que jamais inscreveriam seus trabalhos em qualquer concurso.

Já foram homenageados Lourenço Diaféria (in memoriam), David de Moraes, Audálio Dantas, Elifas Andreato, Alberto Dines, Lúcio Flavio Pinto, Perseu Abramo (criador do Prêmio, in memoriam), Marco Antônio Tavares Coelho, Raimundo Pereira, Sandra Passarinho e Rubens Paiva (in memoriam).  Neste ano, receberão as homenagens Mino Carta, Mauro Santayana, Daniel Herz (in memoriam) e Eduardo Galeano (in memoriam).

O  Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos é promovido e organizado, atualmente, por onze instituições: Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo – ABRAJI; Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil – UNIC Rio; Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo; Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP; Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ; Instituto Vladimir Herzog; Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Nacional, Ordem dos Advogados do Brasil/Secção São Paulo, Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo, Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo e Sociedade Brasileira dos Estudos Interdisciplinares da Comunicação – Intercom.

Roda de Conversa
A fim de contar suas dificuldades e os caminhos percorridos para a elaboração dos produtos jornalísticos premiados, os vencedores do 37º Prêmio Vladimir Herzog irão se reunir no Tucarena para a 4ª Roda de Conversa, na manhã do dia 20 de outubro – data da cerimônia de premiação.

O evento acontece a partir das 9h, com entrada aberta e gratuita, e é voltado especialmente para alunos de graduação e pós-graduação de jornalismo e cursos de comunicação. Veja mais aqui.

Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão
Durante a cerimônia do Prêmio Vladimir Herzog, um dos três grupos declarados vencedores do 7º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão será contemplado com uma viagem de estudos com destino a ser definido, mas que tenha um histórico de luta pela defesa dos direitos humanos. Nos anos anteriores, as viagens foram para Israel, África do Sul, Chile e Inglaterra.

No dia 3 de junho, a comissão julgadora do prêmio escolheu as três melhores pautas entre as mais de cem que foram enviadas. Confira as três vencedoras aqui. Desde então, os três grupos tiveram o auxílio de jornalistas mentores para a produção dos produtos jornalísticos indicados a partir de suas pautas. A melhor delas, segundo a comissão julgadora, será premiada com a viagem de estudos. As matérias podem ser vistas aqui.

Serviço
37º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos
Data: 20 de outubro, às 20h
Local: TUCA – Teatro da Universidade Católica (Rua Monte Alegre, 1024 – Perdizes – São Paulo/SP)
Mais informações: premiovladimirherzorg.org.br

Roda de Conversa
Data: 20 de outubro, às 9h
Local: Tucarena (anexo do TUCA)

7º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão
Durante o 37º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos
Mais informações: jovemjornalista.org.br