DOE AGORA

Cinemateca Brasileira realiza aula magna gratuita com cineasta chileno, Patricio Guzmán (2012)

Cinemateca Brasileira realiza aula magna gratuita com cineasta chileno, Patricio Guzmán (2012)

Ação é parte dos eventos promovidos pelo Instituto Vladimir Herzog, em comemoração aos 75 anos do nascimento de Vlado

No próximo dia 8 de julho, domingo, será realizada na Cinemateca Brasileira uma aula magna ministrada pelo cineasta chileno Patricio Guzmán. Durante a aula de cinema, aberta ao público, Guzmán apresentará seu documentário Nostalgia da Luz (2010), seguido de debate sobre a obra. A ação conclui a Mostra de Cinema “Memória e Transformação: o documentário político na América Latina ontem e hoje” que apresenta, gratuitamente, 49 documentários produzidos a partir dos anos 50 até os dias atuais sobre o cenário sócio-político latino-americano até 8 de Julho, na Cinemateca e até 5 de julho, no CineSESC.

O público também tem a oportunidade de conhecer, na Cinemateca, a Exposição de Cartazes sobre a Anistia, que conta com 60 expressões artísticas sobre o tema até dia 8 de Julho. Ainda como parte da Mostra de Cinema, 60 estudantes universitários de Cinema, inscritos previamente, participarão de um curso gratuito com o cineasta chileno Patricio Guzmán, de 4 a 7 de Julho, que estará em São Paulo especialmente para o evento e poderá compartilhar suas técnicas com esses alunos.

==Aula Magna com Patricio Guzmán

Data: 8 de Julho

Horário: das 18h às 21h, com a exibição do filme Nostalgia da Luz, dirigido pelo cineasta, seguido de debate sobre o tema.

== Curso de Cinema com Patricio Guzmán

Data: 4 a 7 de Julho

Horário: das 16h30 às 20h30

Local: Cinemateca Brasileira (Largo Senador Raul Cardoso, 207 – São Paulo)

Vagas: limitadas a 60 alunos – inscrição pelo site www.vladimirherzog.org/mostra


Sobre o Instituto Vladimir Herzog:

Criado em 25 de Junho de 2009, o Instituto Vladimir Herzog tem a missão de contribuir para a reflexão e produção de informações que garantam o direito à vida e o direito à justiça. Sua fundação se inspirou na trajetória de vida do jornalista Vladimir Herzog, assassinado em 1975 pela ditadura, bem como nos principais valores ligados a essa trajetória: democracia, liberdade e justiça social.

Tendo como bandeira a frase de Herzog “Quando perdemos a capacidade de nos indignarmos com as atrocidades praticadas contra outros, perdemos também o direito de nos considerarmos seres humanos civilizados”, o Instituto é uma OSCIP, organização sem fins lucrativos, com neutralidade político-partidária.

Facebook: http://facebook.com/vladimir.herzog

Twitter: https://twitter.com/vladimirherzog


INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

CDI Comunicação Corporativa