DOE AGORA

Cine Belas Artes exibe documentário sobre Vladimir Herzog

Cine Belas Artes exibe documentário sobre Vladimir Herzog

“Vlado, 30 anos depois”, de João Batista de Andrade, entra em cartaz no dia 22 outubro; estreia terá debate com diretor do filme e família de Vlado 

Como parte da série de eventos marcados para relembrar a história do jornalista Vladimir Herzog,  quarenta anos após a sua morte,  o Cine Belas Artes irá exibir o documentário “Vlado, 30 anos depois”, na primeira semana de outubro. A sessão de estreia, marcada para o dia 22 de outubro, contará ainda com um debate com as presenças do diretor do filme, João Batista de Andrade; Ivo Herzog, filho de Vlado e diretor-executivo do Instituto Vladimir Herzog; e Clarice Herzog, viúva do jornalista e presidente do IVH.

Lançado em 2005, o documentário “Vlado, 30 anos depois” reconstitui os momentos mais dramáticos da trajetória de Vladimir Herzog. Antes mesmo do letreiro de abertura, o diretor se preocupa em dar uma vida ao ícone: família, personalidade, preferências politicas, humores.

O homem Herzog, porém, logo dá espaço ao jornalista engajado. Familiares como a esposa Clarice; amigos de colégio como Ruy Ohtake; de Redação como Fernando Morais, Paulo Markun e Rodolfo Konder relembram as passagens mais importantes da carreira do iugoslavo de Osijek que veio criança para nosso país, naturalizou-se brasileiro e tornou-se jornalista em 1959.

O filme dedicado a Vlado, porém, não conta apenas a sua história. Não é só um documentário sobre ele e, indo além disso, é o relato da perseguição e sofrimento de todos os jornalistas que viveram esse período de terror, um símbolo que representa todos os jornalistas perseguidos.

“Vlado, 30 anos depois”
Quando: dia 22/10
Onde: Cine Belas Artes (R. da Consolação, 2423 – Consolação – São Paulo/SP)
Informações sobre horários e ingressos, em breve