DOE AGORA

Cerimônia de entrega dos Prêmios Vladimir Herzog e Fernando Pacheco Jordão é marcada por emoção e homenagem a Elifas Andreato (2011)

Cerimônia de entrega dos Prêmios Vladimir Herzog e Fernando Pacheco Jordão é marcada por emoção e homenagem a Elifas Andreato (2011)

O sucesso no número de inscrições de trabalhos no Prêmio Vladimir Herzog e Jovem jornalista Fernando Pacheco Jordão se refletiu em uma cerimônia de premiação emocionante, realizada na noite desta segunda-feira, 24, no Teatro TUCA. Jornalistas renomados, políticos e estudantes de jornalismo acompanharam lado a lado a entrega dos prêmios, discursos e todo o cerimonial conduzido por Maria Lydia, reconhecida profissional de comunicação que atuou na TV Gazeta por 20 anos.

Neste 33º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, o volume de trabalhos inscritos superou em três vezes a quantidade de inscrições do ano anterior. O Prêmio Jovem Jornalista também registrou cadastro de pautas acima da expectativa e com muita qualidade, o que rendeu premiação de um trabalho a mais – foram três projetos escolhidos.

Os trabalhos de jornalistas de veículos de todo o Brasil foram reconhecidos em nove categorias distintas, além do Tema Especial desta edição, que premiou matérias sobre Saneamento Básico. O Estado de S. Paulo, Correio Braziliense, Gazeta do Povo, Zero Hora, TV Globo, TV Record e o portal G1 foram alguns dos meios que estiveram entre aqueles que venceram ou receberam menção honrosa. Um dos pontos altos da noite foi o discurso de Lúcio de Castro, que junto com a equipe da ESPN Brasil teve a reportagem Haiti, o país dos Rest Avec, como a vencedora da categoria TV-Documentário. Emocionado, o jornalista chegou às lagrimas no seu discurso e lembrou que o prêmio é um orgulho, mas que expõe a situação inadmissível dos haitianos.

Sortudos na noite, Weber Sian, do jornal A Cidade, de Ribeirão Preto, vencedor na categoria Foto, com o trabalho Expulsão, que retratou a reintegração de posse no interior paulista, e Marcelo Gomes, da ESPN Brasil, com o trabalho Guerrilha do Araguaia, reconhecido como a melhor reportagem de TV entre os inscritos, foram sorteados e ganharam uma viagem para conhecer, em Washington, o Newseum (Museu da Imprensa); e a ProPublica.org, em Nova York, uma publicação independente, sem fins lucrativos, dedicada a produzir jornalismo investigativo de interesse público, que já recebeu por duas vezes o Prêmio Pulitzer. A visita acontecerá em Maio de 2012 para coincidir com a homenagem que é prestada anualmente, nesse mês, pelo Newseum, aos jornalistas mortos no exercício da profissão.

Neste ano passaram a integrar a Comissão Organizadora do Prêmio Vladimir Herzog o Centro de Informações das Nações Unidas e a ECA-Escola de Comunicações e Artes da USP, ao lado do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Ouvidoria da Polícia de São Paulo, Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo, ABI-Associação Brasileira de Imprensa-São Paulo, OAB-Ordem dos Advogados do Brasil-São Paulo, FENAJ-Federação Nacional dos Jornalistas, Instituto Vladimir Herzog e Fórum dos Ex-Presos Políticos.

Os estudantes também estiveram sob os holofotes e receberam uma homenagem por seus projetos vencedores. Os alunos, das Universidades Católica de Pernambuco, Presbiteriana Mackenzie e da Escola de Comunicações e Artes – USP tiveram suas pautas, com o tema previamente determinado “Os oito Objetivos do Milênio”, escolhidas entre dezenas de outros projetos e agora desenvolverão uma matéria, totalmente custeada pelo Instituto Vladimir Herzog. Além de terem seus trabalhos publicados em veículos de comunicação, os futuros jornalistas têm a oportunidade de concorrer a uma viagem para a Inglaterra. O autor ou os autores da melhor matéria serão premiados com a participação no Encontro de Jovens Artistas, em Nottingham, no próximo ano, que reunirá cerca de 1.000 jovens talentos de 120 países, com faixa etária entre 18 e 30 anos.

 

Homenagem a Elifas Andreato

O artista plástico Elifas Andreato se emocionou com a homenagem, mais do que merecida, que recebeu na noite deste dia 24. Um dos idealizadores do Prêmio Vladimir Herzog, o artista plástico combateu a ditadura no Brasil com trabalhos memoráveis em veículos de comunicação que enfrentavam o regime naquele período.

“Sinto-me muito honrado em receber esta homenagem. Participei da criação do Prêmio Vladimir Herzog há 33 anos e sempre trabalhei para que as pessoas não esquecessem aquilo que aconteceu e quem era o Vlado. Estou realmente muito orgulho por esta noite”, discursou.

Ovacionado pelos presentes, Elifas recebeu um troféu especial com uma placa que trazia os dizeres: “Odiado pelos tiranos e torturadores, temidos pelos hipócritas, respeitado pelos patrões, queridos por seus pares, referência de sua geração, exemplo para a Juventude, amado pelo Povo. Ignorado, nunca!!! A arte é amiga da Liberdade e os artistas sempre lutam por ela. Se a ditadura de Franco teve que enfrentar Picasso, a nossa precisou encarar o Elifas

Conheça os premiados da noite:

33º Prêmio Vladimir Herzog

Fotografia

Vencedor: Weber Sian – Jornal A Cidade / Ribeirão Preto

Título: Expulsão

Menção Honrosa: Friolin – zerohora.com

Título: Tragédia, ganacia do poder publico

 

Artes

Vencedor: Fernando Lopes- CORREIO BRAZILIENSE / BRASÍLIA

Título: Sigilo ou vergonha?

Menção Honrosa: Samuca- DIÁRIO DE PERNAMBUCO.COM.BR / RECIFE

Título: Chegou o Natal

 

TV Reportagem

Vencedor: Marcelo Gomes- ESPN BRASIL / SÃO PAULO

Título: Guerrilha do Araguaia – partes 1 e 2

Menção Honrosa: Gilberto Nascimento – TV RECORD / SÃO PAULO

Título: Guerra na selva

 

TV Documentário

Vencedor: Lúcio de Castro – ESPN BRASIL / SÃO PAULO

Título: Haiti, o país dos Rest Avec

Menção Honrosa: Marislei Dalmaz – TV GLOBO / SÃO PAULO

Título: Raio-x da Saúde no Brasil

 

Jornal

Vencedor: Leonencio Nossa – O ESTADO DE S.PAULO

Título: GUERRAS DESCONHECIDAS DO BRASIL

Menção Honrosa: Mauri König- GAZETA DO POVO / CURITIBA

Título: Infância à deriva

 

Rádio

Vencedor: Marjuliê Martini – RÁDIO GUAÍBA FM 101.3/ PORTO ALEGRE

Título: Racismo expulsa baiano do Rio Grande do Sul

Menção Honrosa: Rodrigo Resende – RÁDIO SENADO 91,7 FM / BRASÍLIA

Título: O Povo Cigano no Brasil

 

Internet

Vencedor: Marcelo Bauer

Título: Rio de Janeiro – Autorretrato

Menção Honrosa: Glauco Araújo – G1 / GLOBO.COM /SÃO PAULO

Título: Emboscada e morte de extrativistas no Pará

 

Revista

Vencedor: GISELE FRANCHINI – Revista INTERATIVA

Título: INCLUSÃO: O que é ser normal?

Menção Honrosa: SOLANGE AZEVEDO – ISTOÉ / SÃO PAULO

Título: O BRASIL QUE AINDA TORTURA

 

ESPECIAL – Saneamento Básico

Vencedor: Joelmir Tavares – O TEMPO / BELO HORIZONTE

Título: Saneamento básico: um direito de todos

Menção Honrosa: Eduardo Matos – RÁDIO GAÚCHA 93,7 FM / PORTO ALEGRE

Título: Tragédia no Rio dos Sinos: quatro anos depois, pouca coisa mudou

 

3º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão

 

Projeto: “Ilha de Deus – A história de uma comunidade, contada a partir de três mulheres que mudaram o destino de muitas vidas.

Estudantes: Vanessa Cristina da Silva e Aline de Souza Silva

Universidade: Universidade Católica de Pernambuco

Orientação: Professora Ana Maria Veloso

 

Projeto: “Educação para quê? Universos educativos desperdiçados em Paraisópolis”

Estudantes: Vagner de Alencar Silva e Bruna Christina Belazi Paulino

Universidade: Universidade Presbiteriana Mackenzie

Orientação: Professora Denise Cristine Paiero

 

Projeto: “A situação dos haitianos que estão na tríplice fronteira Brasil-Peru-Colômbia, no município de Tabatinga (AM), esperando por um visto para entrar em território brasileiro”

Estudantes: Bruno Lopez Molinero Gomes e Mateus Luiz Camillo de Souza

Universidade: Escola de Comunicações e Artes – USP

Orientação: Professora Alice Mitika Koshiyama

 

 

 

 

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

CDI Comunicação Corporativa